Resenha: Dearly, Departed – Lia Habel

Hey Galera, 

Na resenha de hoje, vou falar de algo que eu tenho mais medo: zumbis. Pois é, morro de medo deles (apesar de não serem reais), de todos os filmes de terror existentes, esses é os que me dão mais medo. Porém, nesse caso não, eu me apaixonei por esse zumbi, quer saber porque? Então vamos ler a resenha, ok? 

dearly
“Ele beijou meu pulso, no lugar em que o botão deixava uma abertura, e depois deixou minha mão cair. Naquele instante achei-o total e absolutamente atraente – a maneira sincera como me beijou, e seu jeito elegante de ocupar o espaço. Ele era tudo isso, quando, em sua condição, não deveria ser.” – Nora Dearly

Ela é uma garota neovitoriana de 17 anos, cabelo escuros e cheios de cachos, feições doces e infantis, seu nome é Nora, Nora Dearly, uma humana comum (ou nem tão comum). Ele um joven soldado Punk, corajoso, nobre, lindo e… Morto, seu nome é Bram, Bram Griswold. A história se passa em Nova Londres, numa época vitoriana, onde moças usam vestidos elegantes e espartilhos, apesar de a historia se passar no futuro.

“Nora, sofre com a perda dos pais, e vive sob custódia de sua tia interesseira Gene. Tentando se recuperar do luto de seu pai, a garota desconhece qualquer informação sobre os soldados punk a não ser que são violentos. O vírus que surgiu no ano de 2187, em meio a uma violenta guerra entre vitorianos e punks, capaz de matar e trazer novamente à vida. As pessoas tornam-se zumbis, mas nem todos são assassinos devoradores de carne. Há os que lutam para que o vírus não se espalhe. Apenas Nora tem o poder da cura em suas mãos, ou melhor, em seu sangue. Ela não sabe disso, e corre perigo. É papel de Bram protegê-la… e amá-la.”

Já fazia algum tempo que uma história não me prendia assim, li o livro em 4 dias, e amei. A garota não é cheia de frescuras, é uma guerreira, e Bram, o zumbi charmoso, com certeza derreteu meu coração. Sinceramente tenho aversão a qualquer filme de terror ou livros e histórias, principalmente zumbis, mas esse livro é cativante, te prende da primeira pagina lida até a ultima. Com exceção de “Sangue Quente” de Isaac Marion e esse livro, ambos me fizeram gostar um pouquinho de zumbis, claro que somente dos bons, que não querem comer cérebros e nem matar pessoas indefesas, é incrivel como uma história assim me cativou e minha opinião sobre o livro, ele é PERFEITO, eu super indico a leitura. A série é composta por 2 livros, por enquanto só li o primeiro, e espero logo ler o segundo para dizer se é tão bom quanto este. O livro é escrito por Lia Habel, uma escritora desconhecida por mim até então, mas que me cativou em sua primeira obra literária.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s